O futuro no desenvolvimento de materiais para ensino de línguas

Este é a tradução que fiz do trecho final de um artigo escrito por Brian TOMLINSON intitulado “Materials development for language learning and teaching” (2012). Desculpem qualquer erro porque não sou muito bom traduzindo para o português:

O futuro do desenvolvimento de materiais
O que eu acho que vai acontecer no futuro é que os materiais serão enviados cada vez mais através de computadores e smartphones, que os materiais produzidos comercialmente continuarão proporcionando aos usuários o que eles esperam e que cada vez mais as instituições e países saberão que a única maneira de desenvolver materiais apropriados localmente é fazê-lo eles mesmos. O que eu espero é que as editoras comerciais respondam ao desafio de produzir publicações locais desenvolvendo cursos projetados para ser mais flexíveis, localizados, personalizados e alimentados por professores e alunos. O que eu sei é que os professores vão continuar sua formação como resultado de sua participação no desenvolvimento de materiais, seja como participantes dos cursos, membros das equipes dos projetos ou através da adaptação dos materiais em suas aulas (TOMLINSON, 2012, p. 171).

O original disse:

The future of materials development

What I think will happen in the future is that materials will increasingly be delivered electronically through computers and smartphones, that commercially produced materials will continue to provide users with the materials they expect and that more and more institutions and countries will decide that the only way to develop locally appropriate materials is to do it themselves. What I hope is that commercial publishers will respond to the challenge from local publications and develop more flexible courses designed to be localised, personalised and energised by teachers and learners. What I know is that teachers will continue to develop positively as a result of their involvement in materials development, whether as course participants, members of project teams or adapters of materials in their classrooms (TOMLINSON, 2012, p. 171).

Para ilustrar o que este autor menciona poderiamos colocar alguns exemplos recentes, entre muitos outros:

Exemplo 1- Chamada feita em janeiro de 2013 para que os professores colaborem fornecendo experiências didáticas que tenham utilizado para enriquecer o livro Muito Prazer – Fale o Português do Brasil. Como podemos ver, os contextos colaborativos estão cada vez mais relacionados com a produção e uso de materiais didáticos e está sendo já comum que sejam construídas comunidades, tanto de usuários alunos, quanto de professores, ao redor dos materiais didáticos mais recentes.

disal_chamada_colabora_professores_muito_prazer_2012

  fonte: http://www.disal.com.br/produtos/servidor/325/index.html (acesso em 10 jan. 2013)

Exemplo 2- Materiais do curso “Mundo Hispánico sin fronteras” em processo de desenvolvimento pela CIED-UFAL (2012-2013), como resposta para as necessidades de aprendizagem de línguas estrangeiras incentivadas pelo programa “Ciência sem fronteiras”. Cursos virtuais, massivos ou não, podem ser a solução para o aumento da procura observado nos últimos tempos.

mundo_hispanico_sin_fonteras_2012-2013

fonte: Youtube (acesso em 10 jan. 2013)

referência:

TOMLINSON, Brian. Materials development for language learning and teaching. Language Teaching, v. 45, n. 2, p. 143-179, April 2012. DOI: 10.1017/S0261444811000528

0 Responses to “O futuro no desenvolvimento de materiais para ensino de línguas”



  1. Deixe um comentário

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Escreva seu e-mail para assinar este blog e saber sobre o envio de novos comentários neste blog.

Junte-se a 88 outros seguidores

Arquivos do blog


%d blogueiros gostam disto: